Piscicultura: estudo avalia oxigenação no crescimento do tambaqui

O final de semana foi de despesca no Campo Experimental da Faron. Os alunos de Medicina Veterinária, que participam do projeto de piscicultura, estiveram concluindo mais uma etapa de pesquisa.

O coordenador do curso e do projeto, professor Rogério Salani, explicou que há um ano e três meses foram colocados em dois tanques cerca de 600 alevinos de tambaqui. "Nosso objetivo foi estudar o uso da lona nos tanques e a observação de como a oxigenação da água interfere no crescimento dos peixes", afirmou.

Para quem participou, a experiência de colocar a mão na massa foi bastante válida. "Eles próprios realizaram a despesca, que é o resultado final dessa etapa, enquanto fomos fazendo as observações e comparações", enfatiza.

Segundo o professor, o projeto deve ter continuidade com a implementação de aspectos da pesquisa em novas etapas.